Introdução

INTRODUÇÃO

Neste trabalho iremos demonstrar como ocorreu a Segunda Guerra Mundial, as causas e os efeitos para as presentes e futuras gerações. Trataremos de citar os fatos ocorridos durante e após esse conflito, juntamente com as consequências do holocausto.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

A Batalha de Stalingrado





A Batalha de Stalingrado é um dos mais famosos e decisivos confrontos da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), que ocorreu na cidade conhecida como Stalingrado (atualmente, e desde 1961, rebatizada como Volgogrado), entre as forças armadas de Alemanha e as da antiga União Soviética, e o exercito militar da Soviética saíram vitoriosas após quase um ano de confrontos. Considerada a mais sangrenta batalha de toda história, com 1,5 milhão de mortos, foi também um marco da Segunda Guerra Mundial, utilizado para assinalar o início da derrocada da Alemanha nazista e seu avanço não só no território russo, mas em toda Europa.



As batalhas começaram na tarde do dia 19 de agosto de 1942, com ataques de aéreos e bombas jogados por aviões. A conquista da cidade de Stalingrado era um objetivo muito importante para a Alemanha pois este era um local muito estratégico por ficar perto do rio Volga que possui uma importante rota de comunicação entre o Mar Cáspio e o norte da Rússia.  Se fosse conquistada, a expansão á Moscou seria mais fácil.

Tais fatores explicavam a dura resistência da população da cidade de Stalingrado, até as mulheres foram participar da guerra, os soldados morriam como homens-bombas para evitar mais uma conquista alemã.
Chegou a um momento em que a Alemanha já havia conquistado praticamente toda a cidade de Stalingrado, faltando apenas aproximadamente um décimo do território explorado. Foi neste momento que as tropas soviéticas fizeram um reviravolta pois o desgaste dos alemães já era facilmente percebido. Em novembro de 1942, o exército soviético, comandado pelo general Chikov iniciaria a ofensiva de retomada da cidade, que sofria com a violência indiscriminada da guerra, que não poupava nem mesmo os civis, alvos da violência das armas e do corte de abastecimento de alimentos, que com a chegada do inverno, tornavam-se indispensáveis como nunca.

Mesmo com a perda  de muitos tanques, aviões e todas as armas militares em geral gerando um pequena crise, o exército nazista liderado por Hitler foi proibido de recuar-se e nem render-se.  Posteriormente, o líder nazista promoveu Paulus ao posto de marechal-de-campo, cargo que era proibido render-se até a morte de todo exército. Mas desobedecendo essas ordens Paulus rendeu o que sobrara do seu exército, então os soviéticos conseguiram revidar, no dia 2 de fevereiro de 1943, foi o fim da Batalha e o início da queda Alemã.


Alunos: Paulo César e Renan Sampaio 9D

Nenhum comentário:

Postar um comentário